Solas na mesa

Sabem aqueles momentos em que dá vontade de pôr os pés em cima da mesa e largar o que se está a fazer ou no que se está a pensar por uns minutos?... é para o que servirá este blog, tanto para os visitantes como para o seu autor. Até Já!

sexta-feira, outubro 27, 2006

as solas por terras de sua majestade (II)


hoje é dia de regresso a casa! contrariamente ao que disse ontem, hoje tivemos uns raios de sol. Pelo que sei vou encontrar muita chuvinha na terrinha....

Ontem parti à descoberta da movida de Londres... cada vez mais me convenço que existe uma epedemia de dupla personalidade na ilha. Durante o dia este povo é extremamente educado.
Agradecem por tudo e por nada, inclusivé por nos abrirem a porta para passarmos. Impecáveis!

À noitinha, transformam-se em abóboras graças à poção mágica (2 litros de cerveja por hora, desde as 18h às 23h, pelo menos) e ficam mal educados, broncos e falam até noutra língua que me tenho esforçado para aprender!!

Os amigáveis "(than)kyou" e "cheers" passam para "yo mothhherssss focka, bassstard motherfocka", com muitos salpicos de saliva a cheirar a chips de alho e cebola com molho walphermood-on-end.

Estava hoje na cafetaria a olhar para o tipo mais cinzento que pode haver a servir os cafés e os muffins... será que era um dos que ontem à noite andava vestido de cowboy na noite?

Etiquetas: , , , , , ,

1 Comments:

Anonymous Gisela said...

Esse efeito abobora também acontece quando os bifes atravessam a fronteira e se acham em terras estrangeiras. Este efeito surge com especial intensidade no sul de espanha e no algarve. A má educação e grau de embriaguês é directamente proporcional ao grau de engravatamento que têm no pais de origem.

29 de outubro de 2006 às 07:33:00 GMT-5  

Enviar um comentário

<< Home


View My Stats